Novo curso de Medicina ampliará em 33% número de médicos formados no DF



 O Distrito Federal formará, por ano, mais 100 novos médicos -uma ampliação de 33%- com a abertura do curso de Medicina do Centro Universitário de Brasília (Uniceub), cujas instalações foram inauguradas hoje.
 
"(Esse curso) vai justamente ao encontro das necessidades de criação de novos profissionais de saúde tanto para nossa cidade, quanto para o País", destacou o governador Agnelo Queiroz, que participou da cerimônia, acompanhado do vice Tadeu Filippeli.
 
Até agora, o DF dispunha de quatro instituições de ensino superior com curso de medicina -duas delas públicas (Universidade de Brasília- UnB e Escola Superior de Ciências da Saúde- ECSC) e duas particulares (Universidade Católica de Brasília-Ucb e União União Educacional do Planalto Central- Faciplac).
 
Juntas, elas formam, em média, 300 profissionais por ano e, com a abertura do novo curso do Uniceub, esse total subirá para 400; reforço que atenderá a demanda por profissionais de saúde na rede pública e particular de saúde do DF.
 
"Esse curso aqui vai ter um reflexo importante na nossa rede de saúde. Nosso grande desafio tem sido contratar cada vez mais médicos e temos sentido deficiência em algumas áreas", acrescentou o secretário de Saúde, Rafael Barbosa.
 
O 1º vestibular do curso de Medicina do Uniceub será realizado amanhã (29), aplicado pelo Centro de Seleção e Promoção de Eventos (Cespe), e teve mais de 2,5 mil inscritos para as 50 vagas disponibilizadas neste semestre.
 
Também prestigiaram a inauguração das instalações do curso de medicina: o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello, o presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), Dácio Vieira, e o reitor do Uniceub, Getúlio Américo Moreira Lopes.
 
Desde o início deste mandato, em 2011, o GDF contratou mais de 12 mil profissionais da área de saúde.  
Compartilhar

About Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário