Setor produtivo do DF terá apoio financeiro

Em reunião com o governador Agnelo Queiroz, empresários tiveram a confirmação que programa para incentivar projetos será concluído

O compromisso de atrair novos investimentos para o setor produtivo e contribuir para a consolidação da economia local foi reafirmado, hoje, durante o encontro do governador Agnelo Queiroz com os representantes das maiores empresas do Distrito Federal, no Palácio do Buriti.

“Vamos atuar em várias frentes, tanto na questão tributária como na aceleração de programas de incentivo, para atrair o desenvolvimento para o setor produtivo, que é fundamental para a economia do DF”, destacou o chefe do Executivo local.

Uma das medidas destacadas foi a regulamentação do programa IDEAS Comércio e Serviços, que serve para apoiar os empreendimentos econômicos ao financiar, a juros mais baixos e prazos maiores, as empresas que desenvolverem projetos viáveis no DF.

“A expectativa é que, até o final deste mês, o programa esteja concluído. Ele é uma mudança de modelo, pois os empreendimento produtivos passam a ser apoiados para consolidar o setor empresarial e garantir mais empregos”, explicou o secretário de Fazenda, Adonias Santiago.

Quatro aspectos são detectados pela Secretaria de Fazenda para aprovar o projeto: sua viabilidade no mercado; as condições de financiamento; a questão tributária; e a logística para instalação.
“A regulamentação do IDEAS é determinante para incentivar o desenvolvimento econômico. A postura do governo foi excepcional”, elogiou o diretor comercial do Porto Seco do DF, Marcelo de Paula.

Segundo o presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), Antônio Rocha, a reunião foi fundamental para alinhar as principais diretrizes do setor: “Estamos trabalhando em projetos que dão maior segurança jurídica aos empresários e defendendo a importância de atrair investimentos”, ressaltou.


Também estiveram presentes na reunião representantes do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social do Setor Produtivo do Distrito Federal (Idesp-DF) e de empresas como Brasal Veículos, EMS (laboratório de medicamentos), Gravia -uma das maiores no mercado ligado a fabricação de aço; e Medley Indústria Farmacêutica Ltda.
Compartilhar

About Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário