Câmara debate medidas para recuperação da economia pós-pandemia

O debate faz parte de uma série de eventos promovidos pelo deputado Leandro Grass para tratar sobre temas relativos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)


A Câmara Legislativa do Distrito federal promoveu na manhã desta quinta-feira (23) um debate sobre a recuperação da economia local no período de pós-pandemia. O debate aconteceu por meio de uma reunião virtual pública liderada pelo deputado Leandro Grass (Rede), com transmissão da TV WEB CLDF, e participação de lideranças empresariais, representantes do Sebrae e especialistas em economia. O conteúdo está disponível no canal da Câmara Legislativa no YouTube.

O debate faz parte de uma série de eventos promovidos pelo deputado Leandro Grass para tratar sobre temas relativos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). O tema discutido nesta quinta-feira se refere ao ODS 8, Trabalho Decente e Crescimento Econômico, e abordou estratégias de transformação da economia e dos negócios no DF após a crise provocada pela pandemia da Covid-19.

Leandro Grass avaliou que são grandes os desafios pela frente e lamentou que tenha ocorrido uma "equivocada" dualidade entre a preservação da vida versus a salvação da economia. Para ele, esta discussão não tem o menor cabimento, pois uma coisa não existe sem a outra. Na avaliação do distrital, a pandemia atingiu em cheio a economia local, com o fechamento de negócios e o aumento do desemprego. Para ele, as lideranças públicas, privadas e do terceiro setor precisam se unir para buscar soluções para reduzir este impacto.

Além da recuperação da economia local, Grass também quer promover um modelo mais sustentável da produção econômica. "Voltar ao que era antes não é o ideal. Precisamos de um modelo mais colaborativo e equilibrado, para que em futuras crises o setor produtivo tenha alternativas para aguentar as dificuldades sem ter que demitir ou fechar o empreendimento de vez", defendeu.

Na opinião de Juarez de Paula, do Sebrae Nacional, a crise reacendeu a discussão sobre a relação entre o governo e o setor produtivo. Para ele, a realidade exige um Estado mais presente e investidor, o que conflita com o pensamento liberal do governo federal. Juarez destacou a urgência de medidas que preservem a capacidade de consumo das famílias, que corresponde a 70% do PIB. O especialista sugeriu medidas efetivas que garantam uma renda mínima para quem não tem emprego, a injeção de dinheiro para proteção das micro e pequenas empresas e manutenção dos postos de trabalho. Ele também defendeu investimentos em programas nacionais de infraestrutura, construção de habitações populares, fortalecimento do transporte ferroviário, expansão digital e na educação.

Para Valdir Oliveira, superintendente do Sebrae-DF, a superação da crise tem que estar baseada em três pilares: crédito para fomento, benefícios fiscais e benefícios econômicos, tudo isso em ambientes simplificados e de segurança jurídica. Na visão dele, para que os empresários suportem o momento atual será necessária "a renegociação de contratos e custos fixos, foco no time, conectividade com o cliente e o acesso a crédito". Para o pós-pandemia, Valdir Oliveira recomenda que os empreendedores entendam a nova demanda, observem a transformação digital e os novos modelos de relacionamento e de negócio, e fiquem atentos à sua nova realidade financeira.
Compartilhar

About Colibri Comunicação

0 comentários:

Postar um comentário