Um mesmo condutor foi flagrado duas vezes num intervalo de 30 minutos  



Nesse fim de semana, em que é comemorado o aniversário da Lei Seca, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), em ações conjuntas com a Polícia Militar, flagrou 301 condutores dirigindo após o consumo de bebida alcoólica. As equipes de fiscalização de trânsito também registraram 521 autuações por falta do cinto de segurança e 398 por estacionamento irregular. Além disso, foram flagrados 371 condutores utilizando ou manuseando o telefone celular ao volante e 90 motoristas inabilitados.

Ocorrências
No último sábado (19), um condutor evadiu de uma blitz do Detran-DF, realizada no Jardim Botânico. Durante a fuga, o motorista colidiu com uma viatura do Departamento e após o acidente, fugiu a pé. Dentro do veículo foi encontrada uma mochila com cerca de 10kg de drogas. Havia maconha, haxixe e cocaína. Verificou-se ainda que esse condutor já possuía passagem por tráfico de drogas.

Já durante fiscalização de trânsito realizada em Taguatinga, um mesmo indivíduo foi flagrado duas vezes dirigindo alcoolizado. No primeiro flagrante, na avenida Elmo Serejo, na altura da rodoviária, o proprietário Toyota Hilux foi autuado e liberado, pois apresentou condutor habilitado e que não havia ingerido bebida alcoólica, conforme atestado pelo etilômetro. Mas cerca de 30 minutos depois, enquanto os agentes de trânsito do Detran faziam atendimento a um acidente de trânsito, em Taguatinga Centro, novamente se depararam com o mesmo motorista na direção da camionete. Na segunda abordagem, ele foi autuado por reincidência e teve o veículo removido. De acordo com o parágrafo único do artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em caso de reincidência a multa é aplicada em dobro, totalizando R$ 5.869,40.

Ainda na mesma operação, as equipes do Detran também recuperaram um veículo roubado.

E no Recanto das Emas, em apoio a uma equipe do GTOP, da Polícia Militar, foi apreendido um veículo corsa 98/99 com a placa clonada. O condutor foi preso por receptação.
Compartilhar:

Eduardo Santos

Comente:

0 comentários

Boazinhas