O Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Veículos Automotores do Distrito Federal (Sindauto-DF) obteve uma vitória nesta semana com a sanção da lei que irá isentar os proprietários de autoescola do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)



A medida é extremamente importante para recuperação econômica da categoria, que sofreu com os impactos da crise provocada pela pandemia de Covid-19. As autoescolas ficaram cerca de três meses com os serviços suspensos e muitas delas quase não tiveram fluxo de caixa por um ano inteiro.

A medida era uma reivindicação do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Veículos Automotores (Sindauto-DF), defendida pelo presidente Joaquim Loiola. A pauta foi prontamente acolhida pela Fecomércio-DF e articulada, em parceria, junto ao poder Executivo e Legislativo. Com isso, o tema passou a integrar o Pró-Economia Etapa I, elaborado pela Secretaria de Economia para auxiliar no reequilíbrio financeiro e fiscal do setor produtivo da capital do País.

“Agradeço à Fecomércio, por ter acolhido minha reinvindicação, e aos poderes Executivo e Legislativo do DF, que se solidarizaram com as necessidades do nosso setor, agindo de forma rápida para nos ajudar”, declarou Loiola.

A isenção de IPVA irá beneficiar 132 CFC’s, proprietários de 1.059 veículos utilizados no processo de formação de novos condutores nas categorias A a E. O presidente do Sindauto se mostrou bastante otimista com os benefícios que a lei pode gerar. “Uma economia que nos permitirá investir na melhoria dos nossos serviços”, alega.
Compartilhar:

Paulo Melo

Comente:

0 comentários

Boazinhas