Agasus apresenta cinco benefícios financeiros da locação de hardware, que vão do aumento de produtividade até economia tributária e de energia elétrica


O mercado de tecnologia acelerou exponencialmente com a pandemia e as medidas de restrição. Entre os serviços que dispararam pela alta demanda, está o de locação de equipamentos de TI como notebooks, desktops, smartphones e tablets. O aluguel já era uma tendência no mercado brasileiro pelos benefícios econômicos, mas o home office escancarou as vantagens do negócio, que passou a ser essencial para empresas de todos os portes.

Segundo Marcelo Cabral, diretor de Growth & Performance da Agasus, referência nacional em locação de hardware para TI e que atua há mais de 20 anos no país, apesar do crescimento acelerado pela pandemia, 80% das empresas brasileiras ainda não conhecem os benefícios do aluguel de equipamentos. “O modelo de economia por assinatura já é dominante em vários setores, como em plataformas de streamings, por representar um investimento inteligente e vantajoso. No aluguel de hardwares é igual, os clientes possuem qualidade no parque tecnológico e o crescimento pode ser catalisado”, explica.

O diretor da Agasus aponta cinco tópicos que reforçam a economia das empresas que optam pela locação:

 

1 – Parque tecnológico montado e caixa cheio

Com a alta constante do dólar e do frete marítimo, um notebook novo, por exemplo, ficou mais caro. Hoje, a média de preço do equipamento novo é de R$5 mil. Com a locação, a empresa pode montar um parque tecnológico inteiro e não terá o rombo imediato no caixa como na aquisição, ou seja, terá os aparelhos e o caixa cheio para investir em desenvolvimento do core business ou em alguma oportunidade do mercado.

 

2 – Dedução do IR

A locação traz uma vantagem tributária também, afinal abre a possibilidade para abatimento de 100% das despesas no Imposto de Renda Pessoa Jurídica, que é declarado a cada trimestre ou anualmente. A dedução pode ser feita no Lucro Real, possibilitando crédito de 1,65% para PIS e de 7,6% para Cofins, além de dedução no IRPJ e CSLL, em 15% e 9% respectivamente. 

3 – Economia de energia

Constantemente, independente de Estado, a energia elétrica está ficando mais cara por diversas razões. Nesse caso, a locação de equipamentos de TI traz o benefício da economia de energia pela condição do aparelho. Quando a empresa compra um hardware, ele é econômico, mas com o tempo perde essa capacidade como qualquer máquina. Com isso, a bateria piora, o tempo de carregamento aumenta, o funcionamento do aparelho fica mais lento, entre outras dificuldades, e consome mais energia. Com a locação, os equipamentos são novos, podem ser trocados com frequência e passam por manutenção constante, mantendo o bom desempenho e uso eficiente do aparelho.

4 – Manutenção e produtividade

Uma das principais vantagens do aluguel de equipamentos é a manutenção, que fica a cargo da empresa de locação. Com isso, se um aparelho apresenta qualquer problema operacional, a locadora se responsabiliza pela manutenção, sem cobrança adicional. Essa possiblidade aumenta a produtividade, pois a empresa não precisa enviá-lo para serviços de manutenção que demoram dias para consertar e, em caso de troca de equipamento, a companhia de locação pode resolver em poucos dias ou até horas, fazendo com que o responsável pelo uso do hardware não fique parado e atrapalhe a produtividade.

 

5 – Aproveitamento do setor de TI

Como a manutenção e configuração dos equipamentos alugados são de responsabilidade da empresa de locação, o setor de TI da companhia que alugou os aparelhos fica livre para trabalhar com o desenvolvimento do core business e outras demandas da companhia, visando melhorias. Não há a necessidade de parar outros trabalhos para fazer manutenções e configurações de máquinas, ou seja, permite um aproveitamento melhor do setor tecnológico.



Compartilhar:

Guilherme Sawaia

Comente:

0 comentários

Boazinhas