Combustível avançou 0,94% em relação ao fechamento de junho e foi comercializado a R$ 6,022 nos primeiros dias de julho



De acordo com o mais recente levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), durante a primeira quinzena de julho, a gasolina encontrada na Região Centro-Oeste foi a mais cara do País, comercializada a R$ 6,022. Quando comparado ao fechamento do mês anterior, o preço médio do combustível avançou 0,94% nas bombas da Região. Já o etanol registrou o menor preço médio do território nacional, a R$ 4,631.

"Em meio ao cenário crescente dos combustíveis registrado na Região, o preço médio do etanol apresentou recuo de 0,58% em relação ao fechamento de junho. Em dois estados também houve redução. Em Goiás e no Mato Grosso do Sul, o combustível recuou 2,62% e 0,81%, respectivamente", aponta Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

No Distrito Federal, as bombas registraram o maior preço médio para o etanol, que foi comercializado a R$ 5,055. Já no Mato Grosso, o combustível foi encontrado a R$ 4,351 nos postos, a menor média da Região.

O litro mais caro da gasolina foi encontrado nos postos do Mato Grosso do Sul, comercializado à média de R$ 6,119. No Mato Grosso, o combustível foi encontrado pelo menor preço médio da Região, a R$ 5,958 o litro.

"Na relação 70/30 entre a gasolina e o etanol, os motoristas que abastecem em Goiás e no Mato Grosso podem optar pelo etanol como opção mais econômica. No Distrito Federal e no Mato Grosso do Sul, a gasolina é mais vantajosa para o bolso do consumidor", completa Pina.

O diesel e o diesel S-10 foram comercializados pelo preço médio mais baixo em Goiás, a R$ 4,697 e R$ 4,768 o litro, respectivamente. Já no Mato Grosso, os combustíveis apresentaram os maiores preços médios da Região, comercializados nas bombas a R$ 4,943 o tipo comum, e R$ 5,100 o tipo S-10. Na média da Região Centro-Oeste, o litro do tipo comum foi encontrado nos postos a R$ 4,793, e do tipo S-10, a R$ 4,881.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Variações e correlação gasolina x etanol
Compartilhar:

Paulo Melo

Comente:

0 comentários

Boazinhas