Dos quatros macacos que morreram este ano em parques da capital, dois tiveram confirmação para a doença. Animais não são transmissores, mas indicadores da presença do vírus


Foto: Rafaela Anjos.

A Secretaria de Saúde de Goiânia (SMS) alerta sobre o elevado risco de febre amarela em pessoas não vacinadas. Durante as últimas duas semanas foram encontrados quatro macacos mortos, animais que não são transmissores, mas sentinelas da circulação do vírus causador da doença. Em dois deles, que estavam no no Setor Pedro Ludovico e Residencial Rio Verde, foi constatada a presença da febre amarela. Diante disso, a SMS reforça a importância da participação das pessoas nessa vigilância, pois é através da informação da população que os animais são recolhidos para investigação.

Vacinação
A vacina contra a febre amarela tem a primeira dose recomendada aos 9 meses de idade e o reforço aos quatro anos. Em 2020, a cobertura vacinal em crianças menores de 1 ano ficou em 58,2%. Contudo, o imunizante pode ser aplicado até os 59 anos e é preciso que a 
Compartilhar:

Fernando Melo

Comente:

0 comentários

Boazinhas