Ao demonstrar um olhar mais empático, agências de comunicação especializadas conseguem entender muito melhor o que os clientes precisam passar ao público em geral. Desde a estratégia inicial até a entrega do produto final, cada troca de ideias e cada conceito novo apresentado são tratados como único. A dificuldade em traduzir uma informação complexa e técnica que as empresas do setor da saúde querem ou necessitam passar para a população geral pode ser muito mais difícil, se a agência não entrar de cabeça na ideia de quem a contrata. Normalmente, essas instituições contam ainda com um público-alvo mais diverso para os assuntos, o que significa um desafio maior na hora de produzir o conteúdo. Camilla Covello, publicitária, especialista em Comunicação e Marketing em Saúde e setores complexos, com MBA em Gestão em Saúde na Philadelphia University contou que na sua agência, a C2L | Communication to Lead, os colaboradores sabem que irão lidar com setores de alta complexidade e que o material de comunicação e marketing deve ser especializado e focado no entendimento do público. Um de seus clientes, o IQG – Health Services Accreditation, tem como foco o trabalho na segurança do paciente e certificações de instituições de saúde, por exemplo. “Para se ter uma acreditadora da área da saúde como cliente, é preciso entender de gestão de saúde. Do contrário, a entrega vai ser mais do mesmo. O grande diferencial, além de estar por dentro do que pensa a empresa contratante do serviço, é entender as pessoas. Os seus clientes são pessoas, os clientes dos seus clientes são pessoas, os seus colaboradores são pessoas. Se não entendermos de pessoas, não entenderemos o cliente!”, afirmou Covello. A mais recente parceria da C2L se deu com o Colégio Brasileiro de Executivos da Saúde (CBEXs). A necessidade de transpor uma informação complexa de alta relevância sobre uma pesquisa para definir o retrato da liderança da saúde brasileira fez com que eles vissem a necessidade de contar com o desenvolvimento de um plano de comunicação especializado para tornar mais fácil o entendimento do público e divulgar a importância da informação corretamente. O CBEXs representa hoje mais de 1.000 executivos da saúde de toda cadeia do setor, fortalecendo o relacionamento e contribuindo para uma reflexão ampla e irrestrita sobre o papel do executivo no país. Em vista disso, a 1ª Pesquisa Atlas CBEXs está sendo realizada em parceria com a Klynveld, Peat, Marwick e Goerdeler (KPMG) para traçar o perfil e o retrato destes profissionais. Diante do cenário global atual, é notável o destaque que os responsáveis por este setor receberam no último ano. “Nós, os líderes de saúde do Brasil, precisamos nos conhecer e nos tornarmos conhecidos! Precisamos saber quantos somos, qual é a nossa formação, qual é a nossa idade e muito mais. Só assim poderemos ser e ter a importância que os tempos atuais e futuros nos indicam”, apontou Francisco Balestrin, Presidente do CBEXs, sobre a pesquisa. A coleta das informações ficará disponível até o dia 26 de julho de 2021 e é de suma importância que os líderes executivos da saúde brasileira respondam ao questionário para que esse censo seja formado. Os resultados serão divulgados em formato de estudo no CONEXs 2021 – Congresso Nacional de Executivos da Saúde que acontecerá no segundo semestre deste ano.  SOBRE A C2L | COMMUNICATION TO LEAD A C2L | Communication to Lead é um hub de comunicação e marketing full service focado em criar e transformar marcas fortes, tornando-as líderes em seu segmento. Estamos preparados e estruturados para desafios complexos. Por isso, nossas soluções são completas e taylor made, com visão globalizada e uma abordagem interdisciplinar de cocriação, integrando criatividade, estratégia, eficiência e resultado. www.c2l.ag | LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/c2l-communication-to-lead/ | Facebook: https://www.facebook.com/C2L.Agencia | Instagram: https://www.instagram.com/c2l.agencia/
Compartilhar:

Rogério Dias

Comente:

0 comentários

Boazinhas