Todo cadastro para receber benefícios sociais somente é realizado pelos canais oficiais, como site GDF Social



Os beneficiários devem estar atentos para a disseminação de fake news sobre programas sociais do Governo do Distrito Federal (GDF). Fique em alerta: todo e qualquer cadastro para receber benefícios sociais somente é realizado por meio dos canais oficiais, como o site GDF Social.

Fique atento para qualquer informação que não venha dos canais oficiais do GDF | Arte: Reprodução

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) esclarece que todas as informações sobre os benefícios, programas, serviços e ações da área social devem ser acompanhadas nos sites oficiais de comunicação do governo, no caso o site da Sedes, Agência Brasília ou pelas redes sociais nas páginas oficiais dos respectivos órgãos.

Qualquer alteração nos programas é amplamente divulgada por esses canais de comunicação. E o cidadão pode, ainda, ligar para o número 156, opção 1, sempre que precisar tirar dúvidas sobre o trabalho socioassistencial realizado pelo GDF.

"Não acesse links, nem forneça dados pessoais. A Sedes não pede dados pessoais por links, nem por SMS, não enviamos mensagem por WhatsApp"Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

Cartão Gás

Atualmente, muitas pessoas têm recebido informações falsas sobre o Cartão Gás, novo programa social do GDF, que vai fornecer, a cada dois meses, R$ 100 para famílias em vulnerabilidade social comprarem botijão de gás de cozinha.

Neste momento, as inscrições para a primeira etapa do programa estão encerradas. Está aberta a consulta no GDF Social apenas para quem se inscreveu em agosto e atende aos critérios exigidos. Nesse caso, para reforçar, a lista de beneficiários já está completa, não há mais como se inscrever.

"Não acesse links, nem forneça dados pessoais. A Sedes não pede dados pessoais por links, nem por SMS, não enviamos mensagem por WhatsApp", alerta a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

"Quando os nossos profissionais têm que fazer busca ativa por telefone, em algum caso específico, divulgamos amplamente nas nossas redes sociais, no site da Sedes e na Agência Brasília", afirma. A gestora reforça que, no caso do Cartão Gás, por ser um programa novo, ainda há muitas dúvidas.

"O Cartão Gás é um programa social que veio em um momento de crise econômica, de alta dos preços do gás de cozinha. Muitas famílias em risco social precisam desse apoio. Por isso, ficam mais fragilizadas e suscetíveis a acreditar nas fake news. Por isso, fique atento: acompanhe nossas redes sociais e canais oficiais do GDF", pontua Mayara Rocha.

O Cartão Gás atende pessoas inscritas no Cadastro Único, com renda familiar per capita de até meio salário mínimo, comprometimento de renda com a aquisição do GLP 13 kg, morador do Distrito Federal e com idade igual ou superior a 16 anos.

Em razão da limitação orçamentária, além dos pré-requisitos, foram estabelecidos critérios como a prioridade para famílias monoparentais, com mulheres chefes de família, com crianças de 0 a 6 anos; famílias com crianças de 0 a 6 anos; famílias com pessoas com deficiência e ainda as famílias com idosos.

*Com informações da Sedes-DF
Compartilhar:

Walter Britto

Comente:

0 comentários

Boazinhas