Além das contratações, a empresa investe no desenvolvimento dos atuais colaboradores para assumirem novos desafios


Foto: Marcelo Oliveira.

A política de valorizar a “prata da casa” já nasceu com a Bem Brasil Alimentos. Neste ano, quando a empresa completa 15 anos e se prepara para abrir sua terceira unidade produtiva, no município de Perdizes, no Triângulo Mineiro, não seria diferente. Com as obras entrando em sua fase final, a companhia iniciou as contratações, que seguem a linha Employee Value Proposition (EVP) – ou proposta de valor ao empregado, em tradução literal. Ao todo, são 300 empregos diretos na nova fábrica, entre áreas técnicas, de gestão e operacionais.

Simplificadamente, a estratégia de EVP significa oferecer oportunidades de desenvolvimento aos funcionários atuais, por meio de melhoria da experiência no ambiente de trabalho, promoções e investimentos em treinamentos e capacitações. Para aqueles que estão chegando, é traçada uma jornada na companhia, para que se sintam acolhidos, preparados para as funções e, ao mesmo tempo, engajados com a cultura e possam desenvolver o sentido de pertencimento ao time.

De acordo com a gerente de Recursos Humanos da Bem Brasil, Franciele Reis, cerca de 76% das oportunidades para a nova linha foram fechadas com pessoal interno. “É um índice muito relevante e, para nós, importante, pois o colaborador consegue vislumbrar um crescimento dentro da empresa e possibilidades reais na sua carreira”, pontua.

Assim, a companhia seguirá uma dinâmica de treinamentos e programas de desenvolvimento das pessoas para atuarem na fábrica de Perdizes. “Serão mentorias técnicas e processos de coaching, para a formação de profissionais para os cargos de liderança. Nossa aposta é no On the Job Training, ou seja, oportunidades e capacitação dentro do local de trabalho, valorizando líderes que vão ocupar cargos de supervisor, assim como quem estava no operacional e vai para os cargos de liderança”, detalha.

Franciele acrescenta, no entanto, que haverá contratação externamente, tanto para novos postos de trabalho, quanto para ocupar as vagas daqueles que alcançaram uma promoção. “A Bem Brasil tem, no seu DNA, a diretriz de valorização do profissional e de oferta de oportunidades internamente. Mas também acredita na importância de buscar pessoas de fora para promover uma oxigenação e ampliar a inovação. As duas estratégias são complementares”, explica.


Nova planta
Hoje a Bem Brasil é líder em vendas de batata pré-frita congelada no país e conta com duas unidades, em Araxá (MG) e Perdizes. Após a inauguração da terceira planta, conseguirá ampliar a atual capacidade produtiva da empresa de 250 mil toneladas ao ano para mais de 500 mil. Na nova fábrica, além dos diversos formatos de batata – canoa, palito, bolinha, cortada etc. –, será processada uma linha de anéis de cebola pré-fritos congelados. A expectativa é de que a inauguração aconteça no início de 2022. O total de empregos diretos passará de, aproximadamente, 800 para 1.100.

O método de gestão via employer branding, adotado pela companhia, tem sido cada vez mais utilizado em todo o mundo, a fim de garantir a competitividade das marcas. O intuito é reter os talentos, reduzir a rotatividade e ainda atrair os melhores profissionais, justamente pela visibilidade dos pontos positivos de se trabalhar na empresa. Prova de que a receita funciona é que a Bem Brasil acaba de receber, pelo segundo ano consecutivo, o Prêmio “Lugares Incríveis para Trabalhar”, definido por meio de avaliação conduzida pela Fundação Instituto de Administração (FIA), justamente com os próprios colaboradores.

Sobre a Bem Brasil
Fabricante 100% brasileira de batata pré-frita congelada e flocos desidratados de batata, a Bem Brasil foi fundada em dezembro de 2006, em Araxá, no Triângulo Mineiro. Pioneira na atividade, conta, atualmente, com duas unidades fabris na região: a de Araxá e a outra no município de Perdizes, inaugurada em 2017. Juntas, geram mais de 600 empregos diretos e de 2 mil indiretos. A companhia é líder em vendas de batatas pré-fritas congeladas no país, produzindo, por ano, mais de 250 mil toneladas de produtos. Além disso, seu mix contempla mais de 20 itens voltados para food service e varejo nacional.
Compartilhar:

Prezz Comunicação

Comente:

0 comentários

Boazinhas