IESB


Inadimplência atinge maior nível em dois anos

Em fevereiro, 21,8% dos lares paulistanos tinham dívidas em atraso A inadimplência na capital paulista atingiu o maior nível em dois anos e...

Em fevereiro, 21,8% dos lares paulistanos tinham dívidas em atraso


A inadimplência na capital paulista atingiu o maior nível em dois anos e o aumento dos juros deve levar as famílias a pagar mais caro pelos compromissos em atraso. De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), em fevereiro, 21,8% dos lares paulistanos tinham dívidas não quitadas até a data do seu vencimento. No mesmo período do ano passado, a taxa era de 18,2%. São 872 mil famílias que não pagaram a dívida – maior patamar desde dezembro de 2019 (22,2%). Em um mês, 61 mil lares entraram para o grupo dos inadimplentes.

Desde o ano passado, o endividamento vem batendo recordes em razão da dificuldade das famílias em manter o consumo, diante do quadro de inflação e desemprego. Em fevereiro, 73% dos lares estavam endividados. A despeito da estabilidade técnica em relação a janeiro (73,1%), houve aumento de 13,8 pontos porcentuais (p.p.) na comparação com igual período de 2021, quando a taxa de endividados era de 59,2%. Em termos absolutos, 2,92 milhões de lares estão endividados na capital – aumento anual de 574 mil famílias.

Com relação à inadimplência, 8,3% das famílias afirmaram que não conseguirão quitar o compromisso em atraso – maior patamar desde julho do ano passado. Em janeiro, o porcentual era de 7,2%. Para a maioria das famílias (48,2%), o pagamento está atrasado há mais de 90 dias. De outubro para fevereiro, registrou-se avanço de 62,8 para 66,1 dias de atraso médio.

Juros elevados e impacto por faixa de renda
A taxa básica de juros, a Selic, que subiu de 2% para 10,75% ao ano (a.a.), está pressionando todas as taxas de crédito para consumidores e empresas. Por isso, quem tem dívidas atrasadas pagará mais juros, e, por consequência, sobrarão menos recursos para o consumo. O aumento da taxa também traz riscos para o sistema financeiro, que acaba por restringir o crédito, tornando-o mais seleto.

Os endividados no cartão de crédito passaram de 89,4%, em janeiro, para 87,4%, no segundo mês do ano. Esta é a primeira queda desde agosto do ano passado. A tendência de recuo também foi observada na modalidade de carnês – de 22% para 20,4% –, no mesmo período de comparação. O crédito pessoal, por sua vez, caiu de 10,6% para 10%.

O quadro de endividamento e inadimplência afeta todas as famílias, independentemente da condição financeira. Para aquelas com renda inferior a dez salários mínimos, a taxa de endividamento ficou em 76,2%, tecnicamente estável se comparada a janeiro (76,4%). Já a inadimplência ficou em 26,4% – acima dos 24,6% do mês anterior. Quanto aos lares com renda superior a dez salários mínimos, as duas taxas subiram: o endividamento passou de 63,5% para 64%, e a inadimplência, de 9,3% para 10,2%.

Confiança do consumidor em queda
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) ficou em 104 pontos em fevereiro – recuo de 4%. Na comparação anual, a retração foi ainda maior (-10,5%), refletindo os impactos da variante ômicron, da recuperação mais lenta da economia e da pressão inflacionária sobre o orçamento das famílias. Os sub-índices que compõem o indicador, os quais avaliam as Condições Econômicas Atuais (ICEA) e a Expectativa do Consumidor (IEC), caíram 4,7% (atingindo 67,1 pontos) e 3,7% (128,7 pontos), respectivamente. Os consumidores mais pessimistas são os que têm renda inferior a dez salários mínimos, com o índice em 98,2 pontos.

No sentido contrário ficou o Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), que subiu 3,4%, ao passar para 75,3 pontos. Na comparação anual, o avanço foi mais tímido (1,9%). A alta no mês foi influenciada pelos itens relacionados ao emprego. O emprego atual cresceu 6,6%, atingindo 92,5 pontos. Já a perspectiva profissional registrou uma variação mais acentuada (9%) e subiu para 95 pontos. Este último item, apesar da melhora, ainda está abaixo (-1,9%) do patamar de fevereiro de 2021.

A renda atual também contribuiu para o resultado geral, com a alta de 5,2%, chegando à pontuação de 74,1. As demais altas foram observadas no nível de consumo atual, de 3,5% (55,7 pontos), e acesso ao crédito, 0,9% (79,8). A perspectiva de consumo se manteve estável nos 84,7 pontos, ao passo que o momento para duráveis retraiu 5,1%, atingindo os 44,9 pontos.

Notas metodológicas
PEIC
A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) é apurada mensalmente pela FecomercioSP desde fevereiro de 2004. São entrevistados aproximadamente 2,2 mil consumidores na capital paulista. Em 2010, houve uma reestruturação do questionário para compor a pesquisa nacional da Confederação Nacional do Comércio (CNC), e, por isso, a atual série deve ser comparada a partir de 2010.O objetivo da PEIC é diagnosticar os níveis tanto de endividamento quanto de inadimplência do consumidor. O endividamento é quando a família possui alguma dívida. Inadimplência é quando a dívida está em atraso. A pesquisa permite o acompanhamento dos principais tipos de dívida, do nível de comprometimento do comprador com as despesas e da percepção deste em relação à capacidade de pagamento, fatores fundamentais para o processo de decisão dos empresários do comércio e demais agentes econômicos, além de ter o detalhamento das informações por faixa de renda de dois grupos: renda inferior e acima dos dez salários mínimos.

ICF
O Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) é apurado mensalmente
pela FecomercioSP desde janeiro de 2010, com dados de 2,2 mil consumidores no município de São Paulo. O ICF é composto por sete itens: Emprego Atual; Perspectiva Profissional; Renda Atual; Acesso ao Crédito; Nível de Consumo; Perspectiva de Consumo e Momento para Duráveis. O índice vai de zero a 200 pontos, no qual abaixo de cem pontos é considerado insatisfatório, e acima de cem pontos, satisfatório. O objetivo da pesquisa é ser um indicador antecedente de vendas do comércio, tornando possível, a partir do ponto de vista dos consumidores e não por uso de modelos econométricos, ser uma ferramenta poderosa para o varejo, para os fabricantes, para as consultorias, assim como para as instituições financeiras.

ICC
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) é apurado mensalmente pela FecomercioSP desde 1994. Os dados são coletados com aproximadamente 2,1 mil consumidores no município de São Paulo. O objetivo é identificar o sentimento dos consumidores levando em conta suas condições econômicas atuais e suas expectativas quanto à situação econômica futura. Esses dados são segmentados por nível de renda, sexo e idade. O ICC varia de zero (pessimismo total) a 200 (otimismo total). Sua composição, além do índice geral, se apresenta como: Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA) e Índice das Expectativas do Consumidor (IEC). Os dados da pesquisa servem como um balizador para decisões de investimento e para formação de estoques por parte dos varejistas, bem como para outros tipos de investimento das empresas.

COMENTÁRIOS



JUSTIÇA$type=two$author=hide$comment=hide$readmore=hide$date=hide

EDUCAÇÃO$type=sticky$count=4$l=0$rm=0$a=0$cm=0$m=0

CIDADANIA$type=carousel$count=4$l=0$cm=0$rm=0$d=0

ECONOMIA$type=complex$count=4$l=0$cm=0$rm=0$d=0

Nome

# Empreender Brasília,1424,Adoçando a vida,2,agro,7,alimentação saudável,6,Aline Sleutjes,2,almoço,2,amigos,2,Aprovado,1,Arraiá em Casa,1,artigo,64,atacarejo,2,atividade física,1,bazar,1,bebê,1,bichinhos de estimação,1,bolinho de chuva,1,bom humor,1,Brasi,1,Brasil,166,Brasil Certo,253,brasilia,554,Brasília,651,Brasília Empreendedora,3116,cachorro,1,Caipirinha,1,capadr,1,Capital Empreendedora,2317,caravana do leite,1,carnaval,1,carne,1,carne assada,2,Carreira profissional,1,Carro novo,1,ceilândia,1,chocolate,1,Chocolate faz bem,1,Churrasco,2,Cidades,853,CLDF,137,Com cinco unidades no Distrito Federal,5,comércio,1,comida na mesa,2,comida saudável,1,Comper,1,Compras de mercado,2,Condomínio,127,Condomínios,9,Confraternização,1,congresso,1,conselho,1,coronavírus,1,covid19,1,cuidados com o bebê,1,cura da ressaca,1,cursos gratuitos,4,Delmasso,1,Deputada do Agro,1,deputada federal,1,deputadadoagro,1,Detran-DF,2,Dia da Cachaça,1,Dia da Pizza,1,dia do atleta,1,Dia do Micro e Pequeno Empresário,1,Dia dos Avós,1,Dia dos Namorados,1,dica,9,dieta da alegria,1,Distrito Federal,108,doce,1,economia,68,educação,3,Embaixadas,1,empreendedorismo,2073,empreendedorismo social eventos,53,empreender,1776,empreender Brasília,1593,empresas,4,esporte,1,Esportes,2,Eventos,265,família,4,FENACOM,1,Férias com Arraiá,1,Festa do Chope,1,Festival da Feijoada,1,festival de guloseimas,1,Fica a Dica,100,fim de ano,1,fim de semana,2,foco nacional,51,fort atacadista,32,gato,1,geral,198,gestão,425,Goiás,27,grupo pereira,3,Habitação,1,inovacao,318,internacional,2,Internet,4,José Gomes,2,justiça,6,lista de compras,1,Meio Ambiente,1,Mercado Pet,1,Mulher Empreendedora,4,mundo,7,NATAL,1,negocios,624,Negócios,3,noticias,2279,notícias,2758,OAB,50,opinião,254,ovos caseiros,1,pandemia,104,panetone,1,Páscoa 2022,3,pele bonita,2,pets em casa,1,Prêmio Empreender Brasília,220,presente de Natal,1,presente dia dos namorados,1,Presidente Bolsonaro,1,Projeto de Lei,1,promoção,1,Promoção de fraldas,1,Promoção de vinhos,1,promoções,1,renda,166,reunião,1,saúde,7,SINDIVAREJISTA,1,sleutjes,1,Solidão,1,Solteiro e Feliz,1,sorteio,1,sorteio de carros,1,Sorteio de prêmios,1,superação,1,supermercado,1,Sustentabilidade,37,Tecnologia,9,trabalho,230,Troco Solidário,2,Turismo,159,Utilidades,1,Vacinas,1,Vagas de emprego,1,vagas de emprego PCD,1,Varejo,1,Varejo no Brasil,1,vinho,2,
ltr
item
Empreender Brasília: Inadimplência atinge maior nível em dois anos
Inadimplência atinge maior nível em dois anos
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEjOuA5RHKmqnTaT_0ppNOETgDoRSs4z_zJS4tFsemokYElMRCC0nPt1O0H45dsA20DlUDub0reLUtSjYCHzXdPuQW6Axeu4LcZUQ0fb4D7_zMVUsxSuYA2r4z_tV-0mLzJKJ-YqAB8fa2WaOzVoKmrpUM2QyqkbrrqnBR1xlQN96qyXzHGSs7BXrPGZqw=w640-h284
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEjOuA5RHKmqnTaT_0ppNOETgDoRSs4z_zJS4tFsemokYElMRCC0nPt1O0H45dsA20DlUDub0reLUtSjYCHzXdPuQW6Axeu4LcZUQ0fb4D7_zMVUsxSuYA2r4z_tV-0mLzJKJ-YqAB8fa2WaOzVoKmrpUM2QyqkbrrqnBR1xlQN96qyXzHGSs7BXrPGZqw=s72-w640-c-h284
Empreender Brasília
https://www.empreenderbrasilia.com.br/2022/03/inadimplencia-atinge-maior-nivel-em.html
https://www.empreenderbrasilia.com.br/
https://www.empreenderbrasilia.com.br/
https://www.empreenderbrasilia.com.br/2022/03/inadimplencia-atinge-maior-nivel-em.html
true
5829299289675945787
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver Todos Ler Mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGS POSTS Ver TUDO RELACIONADAS TÓPICO ARQUIVO BUSCAR TODOS A busca não retornou respostas Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto há $$1$$ minutos 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar TUDO Selecionar TUDO Todos os códigos foram copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário