Bio Caldo - Quit Alimentos
Sesc

No aniversário de 89 anos, Goiânia contabiliza R$ 1,8 bilhão em investimentos do Governo de Goiás

Capital passou a contar com Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad) e vai abrigar nova unidade de tratamento oncológico. Transporte público terá ônibus 100% elétricos e índices de criminalidade seguem em queda



Fotos: Pedro Oliveira.

Uma das capitais mais jovens do país, Goiânia completa 89 anos em meio a um conjunto de obras e investimentos, executados pelo Governo de Goiás, que contribuem para torná-la mais desenvolvida, acolhedora e segura. Desde 2019, início da gestão do governador Ronaldo Caiado, a cidade recebeu R$ 1,8 bilhão em recursos estaduais nas áreas de educação, saúde, segurança pública e transporte, entre outras. Também foi o local escolhido para a construção do maior hospital oncológico da América Latina, um dos principais projetos para o segundo mandato do governador.

A obra será inspirada no Hospital do Amor de Barretos (SP), referência nacional em tratamento contra o câncer, e teve seus primeiros passos adiantados neste ano, com a efetivação da doação de um terreno pela União. A área fica às margens da BR-153 e vai abrigar um prédio com 170 mil metros quadrados. O hospital oferecerá atendimento clínico e cirúrgico, quimioterapia, radioterapia e UTI especializada, além de um setor de hospedagem para abrigar familiares de pacientes.

"Vamos licitar primeiro a ala de oncologia infantil. Essa parte terá estrutura para que pai e a mãe acompanhem as crianças. Precisamos de uma retaguarda para que eles possam compartilhar de tratamento mais longo. Vai ser mais um hospital do SUS, voltado a todos que precisarem", garante Caiado. A Secretaria de Saúde (SES) deu início a estudos e cálculos necessários para a confecção do projeto executivo e do procedimento licitatório.

Em todas as sete unidades próprias e 12 hospitais conveniados situados na capital, o Governo de Goiás investiu R$ 396 milhões nos últimos três anos e nove meses. O Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad) foi inaugurado em fevereiro para suprir um problema antigo de estruturação dos serviços de pediatria no Estado. O local oferece 124 leitos, sendo 30 de UTI, e pronto-socorro 24 horas.

Na área da educação, a cidade possui mais de 66 mil estudantes matriculados em colégios estaduais, sendo que todos ganharam uniformes, tênis e kits escolares. Desse total, cerca de 35 mil também recebem R$ 110,00 mensais por meio do Bolsa Estudo e 10 mil foram contemplados com Chromebooks com acesso à internet. As unidades de ensino estão sendo reformadas para adequações na infraestrutura, construção de quadras, bibliotecas e laboratórios. Atualmente, 17 obras estão em andamento, com investimento de R$ 26 milhões. No Jardins do Cerrado, bairro com mais de 40 mil habitantes, o Estado entregou a primeira escola da região a ofertar vagas de Ensino Médio.

Outro fator que colabora para a qualidade de vida dos mais de 1,5 milhão de habitantes de Goiânia é a segurança pública. Entre 2019 e 2022, a quantidade de homicídios caiu 27% na cidade. Crimes como roubo a transeunte, roubo de veículos e em comércio tiveram redução média de 17%. Para o governador, os números são resultado do investimento no setor e de um trabalho integrado entre as polícias: "Essa integração das forças de segurança do Estado, junto com as forças de segurança federais, faz de Goiás uma referência", explica.

Entre as obras entregues, em andamento ou com início até o final deste ano, Caiado concentra na região Noroeste investimentos de mais de R$ 91 milhões. No final do ano passado, foram concluídos 132 quilômetros de rede de esgoto, que hoje atende 7,9 mil ligações domiciliares, beneficiando 34,8 mil moradores de oito bairros. A região possui dois centros de reservação de água, que ampliaram o suporte de abastecimento em 7 milhões de litros. Além disso, uma obra está em execução para ampliar o sistema de esgotamento sanitário da região e outra está autorizada para reforçar o sistema de abastecimento de água tratada.

Neste mês, o Governo de Goiás iniciou a reforma do Centro Cultural Martim Cererê, um dos espaços mais tradicionais da cultura goianiense. Com gestão da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e investimento estadual de R$180 mil, o local recebe reparos nos teatros Yguá e Pyguá. Também está prevista a revitalização de mais três unidades culturais: Teatro Goiânia, com investimento aproximado de R$ 3,8 milhões; Centro Cultural Marietta Telles (R$ 2,5 milhões) e Museu Zoroastro Artiaga (R$ 5,4 milhões), que compõem o patrimônio Art Déco da capital.

Social
Para intensificar as ações sociais no município, o governo entregou 14.670 cartões do Mães de Goiás, programa que concede R$ 250 mensais a mulheres com filhos de 0 a 6 anos em situação de vulnerabilidade para compra de alimentos e gás de cozinha. "Isso significa garantia de comida no prato", diz Caiado. A ação equivale a um investimento de aproximadamente R$ 40 milhões e faz parte de um compromisso de gestão com a área social. "A marca que quero implantar neste segundo momento é romper o ciclo da pobreza", acrescenta o governador.

A Agência Goiana de Habitação (Agehab) entregou 2 mil unidades habitacionais em Goiânia de 2019 até hoje. Outras 835 unidades estão com as obras em andamento, com investimento superior a R$ 30 milhões em recursos estaduais. Entre elas, 262 moradias no Parque Tremendão; 240 no Residencial Porto Maranata (Módulo I) e 256 no Porto Maranata - Módulo II. Em outra frente, 6,4 mil pessoas receberam o cartão Aluguel Social, que destina R$ 350,00 mensais a famílias em vulnerabilidade. O benefício é pago por até 18 meses para complementar a renda e garantir moradia digna à população.

Transporte público
Grande desafio para os próximos anos, a adoção de medidas para melhorar o transporte coletivo de Goiânia está se tornando realidade, em parceria com as prefeituras da Região Metropolitana. Uma delas é a criação do Bilhete Único, que permite o pagamento de tarifa única de R$ 4,30 e até quatro integrações a partir da primeira utilização. Outra novidade, o Passe Livre do Trabalhador propõe benefícios como oito embarques diários, que podem ser usados a qualquer hora do dia e aos finais de semana. Além de ter a validade por 30 dias para o trabalhador, ainda oferece uma economia de mais de 20% para o empregador.

Para 2023, a expectativa é que Goiânia passe a contar com ônibus elétricos na linha do Eixo Anhanguera, após a conclusão de uma licitação para concessão de uma frota com 110 veículos. "É o grande desafio que nós temos na capital. Vamos dar a uma cidade linda como Goiânia um passo que vai torná-la reconhecida mundialmente. Nós seremos os primeiros no Brasil a implantar o transporte com ônibus elétrico, mas também tratando das tarifas, da qualidade de nossas plataformas, da condição de melhor deslocamento de cada um que usa transporte público", observa Caiado.
Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem