Embora eu tenha muito orgulho de ser um capitão reformado do Exército Brasileiro, eu pertenço a uma família de médicos, pois meus saudosos pai e avô foram médicos, irmãos médicos, primos médicos e minha filha caçula se prepara também para o honrado exercício da medicina. Estamos vivendo um momento triste, quando perdi meu pai para a Covid 19, amigos da caserna e fora dela


Por Capitão Castello Branco

São quase 330 mil famílias enlutadas em nosso país, e o inimigo invisível avança aqui e em todo o planeta Terra. Mulheres e homens da ciência arriscam suas próprias vidas na tentativa de descobrir um caminho para extirpar da história da humanidade um vírus devastador que nos atinge desde março de 2020 e não dá sinal de que vá nos deixar em paz.

Enquanto isso a economia sofre de forma nunca vista na nação brasileira, especialmente em São Paulo, o carro-chefe de nossa economia, quando vemos multiplicar a cada dia o número de moradores de rua, e a quebradeira no comércio e na indústria é geral, com o empresariado fechando suas portas e dispensa em massa os trabalhadores. Neste sentido, o IBGE anunciou no dia 31/3 o recorde de 14,3 milhões de desempregados no país.

Sabemos que a revolta dos trabalhadores é enorme e, infelizmente, o governador de São Paulo, que faz uma administração da Pandemia  da Covid 19 na contramão da economia pujante que sempre orgulhou o povo paulista e paulistano, certamente impede a cidadã e o cidadão de levar comida para casa, quando sabemos que o lockdown precisa ser administrado conciliando o trabalho necessário ao equilíbrio da economia e apertando o cerco nas medidas fundamentais para conter a crise sanitária, o que é tecnicamente possível, segundo especialistas  experientes que não são ouvidos com a atenção que o caso merece pela grande imprensa e  pelo governo de nosso Estado, infelizmente!

Meus sentimentos aos parentes dos quase 330 mil brasileiros, bem como aos cerca de  75 mil paulistas e paulistanos que perderam a vida para a Covid 19. Conclamamos os brasileiros de todos os cantos pela união a favor do Brasil, neste momento em que o Ministério da Saúde acelera o processo de vacinação e garantiu a compra de 562 milhões de vacinas até o final de 2021.

Portanto, precisamos nos conscientizar de que em um país complexo como o nosso, onde a corrupção rolou solta e de forma escandalosa, atravessando a Pandemia  com 14,3 milhões de desempregados, ainda assim,  o governo federal está conseguindo superar as dificuldades, inclusive  amparar os desamparados e equilibrar a economia, permitindo que mesmo com o ataque violento e traiçoeiro de nosso maior inimigo, que é o Coronavírus, o Brasil vencerá todas as dificuldades pelas quais passamos por meio da união de todos nós, independentemente de etnia, religião, nível de renda, de escolaridade, entre outras. Somos um povo de fé, e juntos somos um só!


*Capitão Oscar Castello Branco de Luca nasceu em 10 de novembro de 1962, na cidade de São Paulo-SP. De família tradicional de militares há muitas gerações, Castello Branco é sobrinho neto do ex-presidente Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco. Foi eleito deputado estadual com 38.026 votos no pleito de 2018, pelo Partido Social Liberal (PSL).
Compartilhar:

Rainne Del Sarto

Comente:

0 comentários

Boazinhas